Day-by-day

baby

domingo, 13 de dezembro de 2009

Rubéola e afins...


...foi a última novidade. Na passada sexta-feira ligaram do infantário à hora do almoço porque o João estava com febre. Disse para dar um benuron para aguentar mais um bocadinho já que não tinha mais sintomas. Pelas três da tarde voltam a ligar a dizer que ele não tinha febre mas estava muito vermelho e às manchas e continuava muito quieto. Lá fui eu buscá-lo a matutar pelo caminho o que vinha agora. Ainda há uma semana tinha recuperado de mais uma crise de bronquiolite e já estava doente outra vez. Ao final da tarde foi visto pela pediatra que lá chegou à conclusão que era mais um virus da família da rubéola.
Ele continuou com a febre até sabado ao final da tarde e todo às manchas no tronco e na cabeça e cara. Tinha uma mancha muito característica da rubéola na bochecha esquerda e a pele muito rugosa e avermelhada. Entretanto parece que já está a ficar melhor e a recuperar em força. Os avós como são uns avós babados vieram tomar conta do João para que ele não tenha que ir para a escola amanhã. Vamos lá ver se recupera a tempo de ir à festa de Natal.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Já caminha mesmo...

...desde o último post que o João continuou a hesitar e não se decidia em andar sozinho. Até ontem! É verdade, ele agora já toma mesmo a iniciativa de caminhar sozinho. Confesso que é muito giro, mas também é susceptível de provocar problemas cardíacos (a quem está a ver). Sim, porque ele ainda vai contra as coisas e cai muitas vezes. Por um lado dá vontade de o deixar ir sozinho mas por outro apetece enche-lo de espuma protectora para não se magoar. Este dia foi muito bem conseguido pois os avós estavam cá em casa e ficaram deliciados ao vê-lo a caminhar. Até a madrinha teve direito a uma vídeo-chamada para assistir em directo ao grande feito. O João também delira com o facto de já conseguir caminhar, pois fá-lo às gargalhadas (daquelas nervosas, como se estivesse a fazer asneiras).

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Os primeiros passos...

...foram dados ontem. É verdade, parece que finalmente o João está a ganhar coragem para andar sozinho. Já é uma luta que dura há uns 5 meses em que caminha agarrado a nós ou às coisas mas sempre que se sente desamparado senta-se. Ontem, antes do banho insistimos com ele mais uma vez para andar, do pai para mãe, da mãe para o pai mas sempre agarrado. Até que lá se decidiu a ir sozinho e atravessou o quarto (uns 6 passitos) sem auxilio e sem cair. Batemos muitas palminhas e ele lá voltou a repetir a proeza. Como achei que era um momento digno de registro lá corri a ir buscar a máquina, mas sem sucesso. Depois de tantas tentativas ele já estava estafado e não quis caminhar mais.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

1 ano, 1 mês e 1 dia...

...é sempre importante reforçar o número 1. O João está fantástico e tem tudo aquilo que se pode pedir num bebé com esta idade. A cara de bebé já começa a desvanecer e aos poucos e poucos vai-se apresentando com traços de rapazinho. Quanto a upgrades é que não há muito a dizer; continua sem caminhar sozinho, não sei se por medo, se por falta de jeito ou mesmo por gatinhar demasiado bem e não precisar de andar de pé. No que toca a vocabulário também estamos mal; para ele é tudo "buh ou puh", nada de mãe ou de pai ou do quer que seja. Mas se dissermos para chamar o pai, diz com muita entoação: "ppuuuuh"! Já se for o avô é "bbuuuuh"! No entanto, a nível de compreensão já vai sabendo umas coisas. Sabe o que é "anda", "pega", "olá", "xau", "parabéns (começa logo a bater palmas)", "panda", "já acabou", "leitinho", "cão (e tudo quanto é animal diz au au)",...e pouco mais.
Durante as férias aprendeu a gritar (vai-se lá perceber com quem), então de vez em quando lá começa aos berros, não sei se para chamar a atenção ou por achar piada ao barulho em si. O que é certo é que por vezes não sei o que fazer para ele parar. Sim, porque ele ainda não percebeu o significado da palavra NÃO, nem mesmo quando eu estou a falar zangada. Para ele deve soar tudo a "blá blá blá...".
Fisicamente, já não é pesado há mais de um mês mas acho que já não está tão gordinho. Claro que não deixou de comer nem de gostar de tudo, mas faz muito mais exercício. Já perdi a conta aos dentes, mas deve ter pelo menos 3 ou 4 pré-molares mais os 8 da frente, faltam os caninos.
A bronquiolite parece que acalmou e desde que fez a cinesioterapia que tem andado bem; andar bem significa lavar o nariz todos os dias com soro, fazer dois puffs de broncodilatadores/corticoides mantendo sempre uma tossita diária e o nariz molhado. Pelo menos não há pieiras nem faltas de ar. Até tenho medo do Outono...
Na alimentação já vou abrindo umas excepções e de vez em quando já come uma sopa fora de casa (com sal), come uns ovos mexidos (sem oleos nem temperos), massa, arroz... Já introduzimos o leite de vaca que aceitou muito bem. Queijo deve ser das poucas coisas que não gosta, pelo menos daquele fatiado. Mas tento manter a dieta dele diária de 2 biberões de leite, 1 ou 2 sopas (com carne, peixe ou ovo, sem sal), fruta, iogurte, bolacha Maria, pão e muita água. Sim, ele bebe muita água. Por vezes pega num biberão de 150 ml e bebe-o de uma vez.
Quanto aos hobbies, gosta de ler (de desfolhar, folha a folha, os livros), gosta de ver Tv (o panda, o babyfirst e os intervalos dos outros canais), quando está no parque gosta de lançar todos os brinquedos para fora do parque (e de cada vez, olha para nós, diz "aaahhh" e ri-se) e quando está fora do parque gosta de andar pela casa toda (de gatas) e põe-se de pé sempre que pode (agarrado). Em resumo, pára pouco quieto, não gosta de estar sozinho e praticamente só dorme à noite (mas a noite toda 22h-10h; à semana tenho que o acordar sempre).
Passem os dias que se passarem, vai continuar a ser a alegria e o orgulho dos pais. Ficam as fotos do último mês...
 
 Da direita para esquerda: Feira Medieval,  Praia da Pedras Amarelas, Sanxenxo, Sea Life, Parque da Lavandeira e Piscina do Padrinho.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Primeiro aniversário...

São sempre uma alegria os aniversários, mas essencialmente quando temos noção de que fazemos anos :). O João tem um aninho, mas não faz a mínima ideia do que isso é. Daí que neste dia importante não tenha havido festa, nem balões nem brinquedos. Achamos que podíamos guardar para quando ele desse valor. Claro que a mãe, o pai, os tios e os avós não conseguem passar esta data sem a festejarem.
Assim, começamos o dia em Espanha (já que estávamos de férias) e partimos a meio da manhã rumo a Portugal. Calmamente, almoçamos à beira-mar na Póvoa do Varzim e seguimos para o Porto para uma visita que já tínhamos agendado ao Sea Life. Nós gostamos todos muito, mas o João deve ter adorado. Ele vibrava sempre que nos chegávamos a mais um aquário. Valeu a pena!
Como a saúde do João está em primeiro lugar, não deixamos de ir à última sessão da cinesioterapia. O terapeuta achou que ele estava bem melhor e que podíamos suspender o tratamento por uns tempos.
Com o final da tarde a chegar, rumamos a Penafiel onde nos esperava um jantar com os avós e os tios e claro que havia um bolinho feito pela madrinha e pelo avô para cantar os parabéns ao João.
Foi bom passarmos o dia os três juntos, tal como há um ano atrás e espero poder repeti-lo por muitos e bons anos.


quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Um ano de TI

O tempo passa a voar e num instante se passaram 12 meses contigo junto de nós. Estou tão nostálgica...ainda me lembro tão bem daqueles últimos dias em que esperei ansiosamente por te conhecer. A tentativa de tentar recriar os teus traços, as tuas feições não eliminava a imensa curiosidade que tinha sobre ti. Quando te vi pela primeira vez parecia que te conhecia desde sempre e que te tive sempre ao meu lado. Desde o primeiro dia que te achei o bebé mais lindo do mundo, mas com o passar dos dias e semanas achei que cada vez ficavas mais bonito. Hoje revejo as milhentas fotografias que te tiramos e confirmo que de facto estás mais bonito agora, que criaste as tuas próprias feições e admito que não eras assim tão perfeito quando nasceste. Aprendi muito contigo, criaste em mim muitos sentimentos que nem sabia que existiam. Se no início tinha dúvidas que não ia conseguir criar-te, hoje tenho a certeza que de tudo sou capaz por ti. Aos poucos vou moldando a tua personalidade mas respeitando o teu ser. Sou da opinião que todos temos a nossa essência e que ninguém a deve mudar. Talvez assim consigas ser um homem com os próprios ideais mas regido por bons princípios. Adoro tudo o que há em ti, o teu cheiro, o teu olhar, o teu sorriso, a tua malandrice a tua simpatia. Sei que ainda vais mudar muito mas espero que continues meigo e simpático como és agora.

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Febre...

...por explicar. A dois dias das férias tivemos que ficar em casa porque apareceu uma febre não sei de onde. Saímos nós na quarta-feira todos contentes da fisiatra com a noticia de que a bronquiolite já tinha ido à vida e que o João estava a respirar muito bem sem sibilos ou pieiras. Ainda decidimos que a cinesioterapia podia começar a ser espaçada de 1 dia, 2 e consecutivamente até parar. E nessa mesma noite antes de deitar achei que o João já estava quente, mas andava nos 37,9º. De madrugada chegou aos 38,5 e lá coloquei um benuron. Ontem esteve sempre febril mas nunca a cima dos 38,5. Fomos à pediatra ao final da tarde que disse que não havia nada à vista que justificasse a febre. Talvez fosse mais um vírus mas que ainda não teve consequências. Ontem à noite pusemos em questão se não seriam dos dentes, já que está um molar a crer nascer. Não sei. Continuo sem perceber de onde vem a febre. Hoje ainda não passou os 37 apesar de estar muito morrinhento e só querer dormir. Apetite ainda não perdeu, o que já não é mau. O que virá ai?

segunda-feira, 27 de julho de 2009

O dia B...


...de baptizado. Mais uma daquelas celebrações que só ocorrem uma vez na vida e que na maior parte dos casos são os pais que tratam de o fazer.
Do consenso geral o dia, a cerimónia e os festejos correram muito bem. Foi daqueles dias em que a alegria justificava o esforço e o cansaço causado. No dia anterior fizeram-se os doces e bolos e compraram-se os últimos apetrechos para a mãe e o pai vestirem (sempre no último dia). Com 5 horas dormidas lá nos levantamos cedinho pois tínhamos que estar na igreja às 10h. Já na igreja o João portou-se 5 estrelas, nem dormiu nem chorou. Só ia alternando entre o colo da mãe e do pai para que eles pudessem descansar e arrefecer (sim, porque o João parece um forno e estar com ele ao colo equivale a estar agarrado a um aquecedor). Na hora do baptismo propriamente dito correu muito bem, ele ficou a olhar para o padre e a pensar lá para ele ("ainda há bocado tomei banho, e já me estão a lavar a cabeça outra vez"!). Ficam as fotografias para mais tarde recordar. Depois da cerimónia fomos almoçar e por lá ficamos até às 6 da tarde com muita comida e música para animar. Como pensávamos que o almoço acabava cedo tínhamos preparado em casa mais uns snacks para o pessoal ficar mais um bocadinho. Mas já estava tudo estafado, as mulheres com os pés doridos e os homens com uns copos a mais. Acederam ao convite apenas a família de mais longe que aproveitaram para jantar e conviver mais um bocadinho. Às 10 da noite o João lá aterrou de cansaço depois de ter aguentado o dia todo na euforia.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Preparativos para o baptizado


Falta uma semana para o baptizado do João e já está quase tudo preparado. Primeiro falamos com o padre lá da terra, que por acaso foi o padre que me baptizou há 29 anos, para ver se havia hipótese de baptizar o João. Já nos tinham falado que não seria fácil, pois não somos casados nem mesmo frequentadores de Igreja. No entanto, o padre não colocou qualquer impedimento e ainda sugeriu para casarmos no mesmo dia (LOL, sem comentários). Posto isto foi preciso arranjar uma data em que os padrinhos pudessem estar presentes. Daí ter ficado o último domingo de Julho.
Como não há cerimónia sem comida procuramos um restaurante perto, barato e simpático para almoçar. Perto ainda havia alguns, baratos nem vê-los e simpáticos também há poucos. Acabamos por escolher pelo sabor que mais agradou. A reserva está feita, só vão as pessoas mais próximas e com quem gostamos de partilhar estes momentos. Ao todo são pouco mais de 20 e chegam bem para fazer a festa.
Decidimos fazer uns convites personalizados por casal/pessoa e com a ajuda do João que deu uma "mãozinha". À semelhança dos convites também imprimimos as ementas para cada convidado. Tudo feito manualmente e com muita imaginação :).
Mais coisas que foram precisas: a vela, a toalha e uma roupita mais pipi para o João vestir. A vela comprou a mãe, a toalha ofereceu a tia M. e a roupita foi escolhida pela avó Lena e oferecida pela madrinha.
Claro que não podia faltar o bolo e para isso voltamos a contar com a avó Lena que é especialista em fazer bolos fantásticos e com muita imaginação. Temos a certeza que vai ficar lindo porque vai ser feito com muito amor. Para ficarem com água na boca podemos dizer que vai levar amêndoa do Algarve e doce de chila, uuhhh!
Com isto, fica quase tudo pronto para o próximo domingo, com excepção, é claro, da mãe que ainda não comprou nada pipi para vestir :).

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Brinquedos...

Este fim-de-semana recebemos uma visita da titi com direito a muito colo e mimo. Andávamos nos últimos tempos a achar que os brinquedos do João também precisavam de uns upgrades e por isso decidimos fazer umas compritas. Lá fomos nós ao Toys'r'us que estava fechado :(. Para compensar fomos à Chicco e viemos de lá com vontade de comprar os brinquedos todos. Mas não, a titi achou que o Joni precisava de ajuda para aprender a caminhar e ofereceu o Primeiro Passos Musicais e o pai depois de muita indecisão comprou o Cubo Falante, com o qual o João já tinha brincado durante a última visita às urgências da CUF e tinha ficado fascinado. Ainda queríamos comprar mais dois, mas vamos esperar pelo primeiro aniversário que está quase a chegar.


Primeiro Passos Musicais e Cubo Falante


Mesa das Palavras e Volante Falante (próximas aquisições)



segunda-feira, 6 de julho de 2009

Mais upgrades...

Depois das últimas novidades o João já nos brindou com novas habilidades. A que me marcou mais foi o "vuh". Pela primeira vez o João disse uma palavra com significado e não foi mãe, nem pai mas sim o nome da gata: Miñu, que pela boca do João soa "vuh". A verdade é que ele agora está sempre a chamar a miñu, levanta a mão e diz qualquer coisa do género "vuh, ataia ataia" (miñu, anda cá). Desde então que temos andado a puxar por ele para dizer outras coisas ou pelo menos para ele aprender quem é a mãe e o pai (já que ninguém chama por eles em casa). "Onde está a mãe?", "Onde está o pai?", "Onde está o João?" têm sido as frases do dia. Ele há-de chegar lá.
No que toca a andar, está quase quase. Já se põe de pé sozinho e já se sabe agarrar às coisas para a andar, especialmente aos dedos da mãe. Enquanto não anda a 100%, já gatinha a todo o gás e em poucos segundos desaparece da vista (fase complicada esta!).
No que toca a dormir a coisa já está pior. Agora aguenta horas seguidas sem dormir e quando é para adormecer tem que ficar alguém por perto, pois não quer estar sozinho. Portanto, aqueles belos tempos em que o deitava na cama e ele adormecia já acabaram :(! A fazer birras também já é um "master", com berros e choro, só ainda não se atira para o chão porque ainda não se lembrou. Acho que está a chegar a altura de o educar e estou a ver que a tarefa não vai ser fácil!

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Férias aos pouquinhos...

Como não tivemos oportunidade de descansar na semana de férias, temos aproveitado o bom tempo e os fins-de-semana para dar uns passeios. O João está a ficar crescido e já começa a apreciar aquilo que o rodeia. Fomos conhecer a praia cá da terra (Aguda city) com direito a calções de banho, guarda-sol e muita areia. Demos o primeiro mergulho na piscina da Margarida e foi no mínimo uma emoção. Pelo rio também já andámos, ou melhor, na ria de Aveiro fomos ver a Veneza portuguesa mas não comemos ovos moles. O S. João foi passado em Aboim onde o João aproveitou o ar da serra para andar e gatinhar com a prima Carolina. No último fim-de-semana voltamos a ficar na terriola, mas fomos passear à beira-mar (pois a praia não convidava), fomos visitar a ELA (http://www.fundacao-ela.pt/) e vimos muitos peixinhos. O baptizado também anda a ser planeado: já fizemos os convites, "personalizados pelo João" e já escolhemos o restaurante depois de lá termos saboreado um bom bacalhau (neste caso o João ficou só a ver :)). Vamos continuar assim, a aproveitar o bom tempo e a boa saúde do João.


Praia da Aguda - "Olha aquela Bé-boa, pai!"


Piscina - "Oh mãe, tens que arranjar uma banheira destas lá para casa
!"


Aveiro - "Onde estão as italianas?!"


S. João - "Carolina, anda-me acaçar"


ELA-"O meu tubarão é mais giro"


quarta-feira, 1 de julho de 2009

A saga continua...

Mais uma estadia no CHVNG

Pois é, o nosso Joãosinho insiste em ficar doente e o raio da bronquiolite não dá tréguas. Andávamos nós ansiosos pela semana de férias que tínhamos marcado em Junho e acabamos por passa-la no hospital. Ainda chegamos a ir até ao Algarve, com paragem em Cascais para conhecer a amiga Zefa, mas logo na primeira noite fez febre e no dia a seguir já chiava por todo o lado. Viemos logo para cima e acabou por ficar internado o resto da semana. A tia Carla que já tinha tudo preparado para o João passar a semana na praia e na piscina acabou por vir connosco para o Porto e seguiu de perto a estadia do João no hospital. Obrigada tia Carla pelo apoio. Pelo menos desta vez fomos para a nova ala de pediatria do Hospital de Gaia que estava em boas condições e não foi tão penoso lá estar. Entretanto, penso que o bom tempo ajudou e o João recuperou mais rapidamente. Pelo caminho ficaram algumas fotografias para recordar a nossa semana de férias.


Lagos - "FÉRIAS!!"


Lagos - "Meus pais?! Nah, eu nem os conheço."


Lagos - "I'm the king of the world!"

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Ao vivo e cores...

Como há coisas que não dão para explicar contadas, deixo-vos uma amostra do menino João a falar com a gata e com os brinquedos, e a gatinhar. Quer dizer, não é bem gatinhar, parece mais uma minhoca. Mas isto é uma coisa de dias, porque a minũ está a tratar disso!

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Novidades...

Já era altura de actualizar o blog com umas coisitas do João. Nos últimos tempos os upgrades têm sido mais que muitos. Ele vai fazendo coisas novas de dia para dia.
  • A nível físico o peso já começa a ficar mais equilibrado, pelo menos já não está a engordar na mesma proporção dos últimos meses.
  • Quanto a dentes já se contam 6, dois em baixo e quatro em cima, todos bem de fora.
  • Para dar trabalho a tanto dente já vai trincando pãozinho e umas bolachas, e a sopa já não é passada, mas triturada. Pode-se dizer que come muito bem e nunca diz que não a nada e se fizer cara feia é só na primeira colher, logo a seguir volta a abrir a boca. Desde os seis meses que as refeições dele são sistemáticas: biberão de leite quando acorda, sopa ao almoço, iogurte e bolacha ao lanche, fruta ao fim da tarde e leite antes de ir dormir. Pelo meio vai trincando bocadinhos de pão e bebendo água.
  • Já se mexe muito bem. Apesar de não saber gatinhar de joelhos, vai de um lado ao outro a arrastar-se como se fosse uma minhoca. Claro que este upgrade tem alguns inconvenientes, pois já consegue aceder a coisas que antes não conseguia (tomadas, gavetas, ...). Caminhar ainda não sabe, mas já fica de pé durante um bom tempo.
  • Com as mãos também já faz algumas habilidades: bate palminhas (muito bem), dá "tau-tau", faz miminhos, dá cinco ("give me five"), pede colo e com alguma insistência diz xau. Sempre que há música por perto ou alguém a cantar ele começa logo a dançar, nem é preciso pedir.
  • Falar ele fala, mas ainda à sua maneira. É um toca a palrar com os brinquedos, com os peixes do aquário, com a miñu. Parece que está sempre a dizer "olhá" e nós lá vamos respondendo olá. Mas acho que para as pessoas ele ainda não tenta falar, afinal de contas nós percebemos o que ele quer com choro e berros, porque havia de falar!?
  • Ele foi sempre muito simpático e continua a ser, sem dúvida, para toda a gente. Mas nos últimos dias decidiu que a mãe devia ter uma atenção especial e sempre que a vê faz logo questão de ir para o colo dela. Chega mesmo a fazer birra enquanto não tem a mãe. A mãe não acha muita piada porque não fez nada para isso acontecer, o pai fica cheio de ciúmes e diz que ele gosta mais da mãe e a opinião dos outros é que a mãe mima mais. Enfim, agora para adormecer ou para estar sossegado num sitio a mãe tem que estar longe da vista.
  • Gosta muito de brincar, principalmente com coisas que façam barulho e com bonecos que têm etiquetas. Já se habituou ao parque e consegue ficar por lá durante uma meia hora sem reclamar.
  • As horas de sono já reduziram substancialmente e durante o dia só vai fazendo 2 ou 3 sestas de 20 minutos cada. Para compensar dorme muito bem durante a noite toda (8/9 horas).
  • Quanto à saúde, ainda não recuperou da insistente bronquiolite. Vai tendo uns dias melhores, outros piores, com tosse e nariz entupido, mas sempre bem disposto e sem febres. Vamos mantendo os broncodilatadores e as nebulizações.




Passeio com os avós. Parecidos estes três, não!?


Dia da criança: a camisola que fez no infantário mais a "obra de arte" que os pais fizeram


Aniversário do meu Avô João



Primeiras sensações na praia


Dia da mãe: passado com a avó Lena e a mãe

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Benvinda Maria...


a minha prima Maria nasceu hoje às 9:10 com 3Kg e 48 cm, por parto natural e muito rapidinho :). É uma uma miúda toda fofa e giraça! E a fotografia prova que não é mentira nenhuma :-D.

Parabéns aos papás babados.

quinta-feira, 19 de março de 2009

Surpresa para o Pai



Ficou sem palavras! :)

Dia do Pai...

Neste dia especial
Lembro-te com mais alegria
E a pensar em tal
Aqui tens esta linda prendinha

Quando à noite vens cansado
Do trabalho que fizeste
No teu regaço eu espero
Dar-te o carinho que tu mereces.

Estejas onde estiveres
Sei que à noite voltarás
Cheio de amor e carinho
Aquilo que sempre me dás.

Um beijo muito grande para o melhor Pai do mundo!

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

De tosse a bronquiolite...

...foram só uns dias. Estava eu optimista, no último post, que o João já estava a ficar melhor quando ele me pregou um valente susto. Apesar da febre ter passado, a tosse continuou e na noite de 6 para 7 agravou ao ponto de só conseguir respirar com muita dificuldade. Depois de muitas nebulizações lá fomos nós para o hospital com o João muito aflito, com falta de ar. Demos entrada às 6:45 do dia 7 e só de lá saímos por volta das 13h do dia 14. Passamos 3 dias nas urgências em observação, com fios e tubos por todo o lado e depois passamos para a enfermaria de pediatria, já sem fios nem tubos, onde passamos o resto da semana. Podia contar aqui esta grande aventura, mas acho que dava um livro, tantas foram as peripécias. Em resumo, o João teve uma bronquiolite (com todos os sintomas a que a doença tem direito) provocada pelo vírus sincicial respiratório (VSR) e uma otite no ouvido direito (para a ajudar à festa). O tratamento é lento e doloroso, passando por múltiplas nebulizações e aspirações diárias. As aspirações consistiam em meter um tudo pelas narinas e pela boca até aos pulmões e estômago, respectivamente, e aspirar a ranheta que andava por lá. O João debatia-se tanto contra os tubos que pouco tempo depois já tinha a língua pisada e estava rouco (nem o chorar tinha som).
No meio de muito lágrima e aflição também conhecemos outros bebés e outras mamãs, que passavam pelo mesmo ou por situações semelhantes com quem desabafavamos e acabavamos por passar o tempo mais facilmente. Já na enfermaria, conhecemos o bebé Martim, também com bronquiolite e que nos fez companhia, mesmo na cama ao lado, até ao último minuto. Foi a mamã do Martim (e a avó também) que conseguiu manter a minha sanidade mental e me ajudou a passar os últimos dias. Para eles fica o nosso Obrigado!
De volta a casa, o João ainda está de "quarentena" e a mãe que já andava a arrastar uma gripe lá teve que se curar com analgésicos e antibióticos. Agora só queremos ficar a 100% para voltar à escola e trabalho e esquecer estes últimos dias.

Podem não ser as melhores fotografias do João mas são bem verdadeiras.


No primeiro dia (só queria nanar)

No segundo dia (já só queria brincar)

No dia de anos da mãe presenteou-a com uma nova habilidade (já me consigo sentar)

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Meio ano...

...que passou, e o meu pequenino já está um crescido. A sua adaptação ao infantário foi muito boa, pois não estranhou ninguém e fica sempre lá muito descansado (não há cá falta da mãe). Apesar de ainda não se sentar sozinho, já se mexe muito bem deitado, de barriga para cima ou de barriga para baixo, ele vai fazendo as suas manobras. Transfere bem os objectos de uma mão para a outra e fica muito feliz por conseguir fazê-lo (grandes proezas!).
Com a ida para o infantário também apareceram os primeiros vírus. Ao fim de uma semana já tinha tosse, depois uma conjuntivite e na última semana o vírus da gripe decidiu entrar em grande. Andamos com febre desde segunda-feira, com muita obstrução respiratória e tosse a acompanhar. Finalmente, hoje, e ao fim de muitas tentativas de tratamento, já não há febre e o João já está mais bem disposto. Para ajudar à festa na segunda-feira também descobri que o primeiro dente já está a espreitar e ele anda danado por trincar tudo! Apesar de andar doente, os sonos dele têm vindo a regularizar, tendo dado noites sem paragem para comer (umas 10 horas seguidas).
Continuamos com um João muito observador, simpático e sorridente, que gosta muito de tagarelar e faz as delicias de quem o rodeia.

Obrigada meu amor por este meio ano tão fantástico!