Day-by-day

baby

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Primeiro aniversário...

São sempre uma alegria os aniversários, mas essencialmente quando temos noção de que fazemos anos :). O João tem um aninho, mas não faz a mínima ideia do que isso é. Daí que neste dia importante não tenha havido festa, nem balões nem brinquedos. Achamos que podíamos guardar para quando ele desse valor. Claro que a mãe, o pai, os tios e os avós não conseguem passar esta data sem a festejarem.
Assim, começamos o dia em Espanha (já que estávamos de férias) e partimos a meio da manhã rumo a Portugal. Calmamente, almoçamos à beira-mar na Póvoa do Varzim e seguimos para o Porto para uma visita que já tínhamos agendado ao Sea Life. Nós gostamos todos muito, mas o João deve ter adorado. Ele vibrava sempre que nos chegávamos a mais um aquário. Valeu a pena!
Como a saúde do João está em primeiro lugar, não deixamos de ir à última sessão da cinesioterapia. O terapeuta achou que ele estava bem melhor e que podíamos suspender o tratamento por uns tempos.
Com o final da tarde a chegar, rumamos a Penafiel onde nos esperava um jantar com os avós e os tios e claro que havia um bolinho feito pela madrinha e pelo avô para cantar os parabéns ao João.
Foi bom passarmos o dia os três juntos, tal como há um ano atrás e espero poder repeti-lo por muitos e bons anos.


quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Um ano de TI

O tempo passa a voar e num instante se passaram 12 meses contigo junto de nós. Estou tão nostálgica...ainda me lembro tão bem daqueles últimos dias em que esperei ansiosamente por te conhecer. A tentativa de tentar recriar os teus traços, as tuas feições não eliminava a imensa curiosidade que tinha sobre ti. Quando te vi pela primeira vez parecia que te conhecia desde sempre e que te tive sempre ao meu lado. Desde o primeiro dia que te achei o bebé mais lindo do mundo, mas com o passar dos dias e semanas achei que cada vez ficavas mais bonito. Hoje revejo as milhentas fotografias que te tiramos e confirmo que de facto estás mais bonito agora, que criaste as tuas próprias feições e admito que não eras assim tão perfeito quando nasceste. Aprendi muito contigo, criaste em mim muitos sentimentos que nem sabia que existiam. Se no início tinha dúvidas que não ia conseguir criar-te, hoje tenho a certeza que de tudo sou capaz por ti. Aos poucos vou moldando a tua personalidade mas respeitando o teu ser. Sou da opinião que todos temos a nossa essência e que ninguém a deve mudar. Talvez assim consigas ser um homem com os próprios ideais mas regido por bons princípios. Adoro tudo o que há em ti, o teu cheiro, o teu olhar, o teu sorriso, a tua malandrice a tua simpatia. Sei que ainda vais mudar muito mas espero que continues meigo e simpático como és agora.